quarta-feira, 14 de março de 2012

Poeta


Poeta fere a pele
Rasga o verbo
Toca o coração.
Transita entre palavras,
Como se tudo fosse sentimento,
Metade amor, metade sofrimento.
Poeta é espécie em extinção
Às vezes some, se esconde,
Perde a razão.
Vive cada momento
Com tamanha intensidade
Que pensa ser gente
E se descobre insanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário